Bem vinda, Visitante! [ Registrar-se | Entrar

A hibernação dos escargots

A hibernação dos escargots, DESTAQUES 4 de novembro de 2018

A hibernação dos escargots

Como outros animais, também o escargot, nos climas frios, entra em hibernação ou, como também é chamada, no “sono hibernal”. Isso ocorre quando a temperatura desce abaixo de 10 °C. O caracol vai procurando um lugar para se abrigar, preparando-se, assim, para o seu sono hibernal. No Brasil, praticamente, os escargots não hibernam embora, às vezes, “durmam” alguns dias, 20 a 60, nas regiões mais frias.

Antes de se recolher à sua concha, o escargot faz uma purga, isto é, esvazia totalmente o seu intestino. Somente depois disso é que entra para a concha e depois faz a operculação. É por este motivo que os escargots operculados têm maior garantia de qualidade, as mesmas dos animais que jejuam antes do abate.

Em uma criação, a hibernação deve ser evitada, ao máximo, porque atrasa o crescimento e o desenvolvimento do escargot, a sua reprodução e ainda provoca uma perda de peso de 20 a 25%, o que significa maior prejuízo, com os gastos de alimentos para a reposição do peso perdido.

É um fenômeno muito complexo e se destina a proteger os animais durante o inverno quando, nas regiões frias, não poderiam, não só suportar as baixas temperaturas mas também a falta de alimentos, pois não os poderiam encontrar. O objetivo principal da hibernação é justamente o de fazer com que os animais fiquem protegidos do frio, não o sentindo muito e, ao mesmo tempo, o de fazer com que eles vivam com suas próprias reservas alimentares que armazenaram em seu corpo, não necessitando, de alimentação, como normalmente.

Quando hibernam os animais ficam num verdadeiro estado de letargia, um sono profundo, quase uma morte aparente, pois a temperatura do seu corpo cai bastante e há uma grande diminuição dos seus batimentos cardíacos e dos seus movimentos respiratórios. Há, portanto, uma grande diminuição do ritmo do seu metabolismo orgânico.

Como no Brasil, de um modo geral, não temos o problema da hibernação, pois estamos em regiões de clima quente, tratamos sobre ela para o conhecimento daqueles que vão criar escargots nas regiões mais frias do País, principalmente em algumas partes do Estado de São Paulo e para os estados da região Sul.

A Hibernação do Helix pomatia na Europa começa, em geral, em outubro e termina nos meses de abril ou maio. Quando chega a hora da hibernação, ele entra debaixo de montes de folhas, gravetos ou musgos e depois, com o pé, cava um buraco de 5cm de profundidade, nele penetra e o vai aumentando com o auxílio de sua concha. Pronto o seu “ninho”, o animal nele se ajeita com a abertura da concha para cima. Feito isso, ele se contrai, penetra totalmente na concha e nela fica acomodado.

Quando tudo está em ordem e o escargot dispõe de reservas alimentares suficientes para as suas necessidades durante a hibernação, vem a parte final dos seus preparativos, ou seja, a operculação, que é a operação que o escargot realiza para tampar a abertura da concha.

O post A hibernação dos escargots apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

110 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café