Bem vinda, Visitante! [Registrar-se | Entrar

A importância da água para as cabras

Destaques do agronegócio 3 de outubro de 2018

A importância da água para as cabras

A água é um elemento indispensável à vida. Podemos mencionar que uma cabra em lactação consome, em média, 5 a 6 litros de água por dia: quanto mais leite produz, maior é a quantidade de água que bebe. Também o calor influi na quantidade de água ingerida: quanto mais alta a temperatura, maior o volume de água consumida para suprir as perdas do organismo, exigindo maiores quantidades por unidade de peso vivo.

A água, portanto, desempenha no organismo uma série de funções, sendo o dissolvente indispensável dos alimentos, para que sejam digeridos e absorvidos, conserva a elasticidade dos órgãos e tecidos, regula a temperatura do corpo por meio da evaporação, transpiração, etc., transporta os princípios nutritivos resultantes da digestão e torna possível a eliminação dos produtos da desassimilação.

Por esses motivos, as cabras devem ingerir uma quantidade de água suficiente para satisfazer as suas necessidades. Quando recebem rações formadas por forragens verdes, há necessidade apenas de menores quantidades de água como suplemento, mas necessitam de doses maiores quando são alimentadas com produtos concentrados.

Principalmente para as fêmeas em gestação ou lactação e os animais em crescimento, deve ser dada água fresca, limpa e abundante, em bebedouros higiênicos. Uma cabra em plena produção leiteira exige uma quantidade suplementar de água. Apresentamos uma tabela com as exigências de água para diversas espécies de animais, para que possamos comparar com a quantidade ingerida pelas cabras.

Animal  / litros
Bois 30 a 50
Cavalos 20 a 30
Carneiros 2 a 3
Cabras 5 a 6
Suínos 5 a 6
Coelhos 0,1 a 1

Naturalmente, essas quantidades variam e podem ser alteradas também por febre, sal em excesso, etc., que fazem aumentar o consumo de água. Os animais que não recebem água em quantidades suficientes perdem o apetite, não absorvem nem assimilam completamente os alimentos, emagrecem e, portanto, perdem peso. Quanto mais elevada a temperatura ambiente, maior é a quantidade de água necessária para eles beberem, por serem maiores as suas perdas pela transpiração.

As necessidades de água dos caprinos estão relacionadas com o volume do seu corpo, temperatura e grau de umidade do ambiente, tipo de alimentação (aquosa ou seca), estado de saúde, raça, idade e sexo mas, principalmente, com o tipo de alimentação e as perdas de água do organismo através dos rins, pele e pulmão, causados por diversos fatores.

É preciso dar água fresca, limpa, potável e filtrada, pois quando está contaminada ou em más condições físico-químicas, pode servir de veículo para a transmissão de doenças orgânicas, infecciosas ou parasitárias. O teor de água varia muito em cada alimento. Os tubérculos e raízes têm até 90% de água, as palhas, fenos e sementes oleaginosas, de 5 a 10%.

O post A importância da água para as cabras apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

138 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café
  • Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão

    de em 30 de outubro de 2019 - 0 Comentários

    Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão A economia continua patinando, mas os negócios nos leilões de elite seguem de vento em popa e movimentando cifras milionárias. A vaca nelore Jamaya da Di Gênio foi vendida no 5º Encontro Vila Real, pregão realizado em Brotas (SP), no último dia 26, por […]

    O post Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Produção comercial de rãs

    de em 30 de outubro de 2019 - 0 Comentários

    A criação de rãs ou ranicultura é uma atividade pecuária das mais lucrativas, desde que desenvolvida de maneira adequada, com um padrão zootécnico elevado. Desta forma, poderemos obter uma alta produtividade e, conseqüentemente, boa lucratividade. As condições em um ranário são completamente diferentes das encontradas pelas rãs na natureza, pois o nosso objetivo ao criá-las […]

    O post Produção comercial de rãs apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.