Administração de pessoal nas propriedades rurais

Administrar pessoal, ou seja, empregados em uma propriedade rural é uma tarefa que é de enorme importância para que o produtor possa alcançar seus objetivos. O trabalhador rural deve ser tratado, basicamente, da mesma forma como em qualquer outra área, mas devem ser observadas algumas diferenças.

Em primeiro lugar, vamos analisar as características mais comuns dos trabalhadores rurais: em geral, apresentam um grau de instrução bastante baixo; é prestativo, mas não sabe tomar medidas que dependam de muita iniciativa; podem, muitas vezes, residir na propriedade, seja num sítio ou fazenda. Quando o trabalhador reside na propriedade, suas horas de trabalho e de descanso, muitas vezes, se confundem.
Tendo em vista as características acima citadas, o produtor rural deverá tomar certos cuidados como, por exemplo, escolher os melhores funcionários para cada tarefa, de acordo com as capacidades individuais. Outra medida muito importante, e indispensável na maioria dos casos, é a contratação de um “chefe” ou capataz, para coordenar as atividades exercidas pelos demais funcionários. O capataz deve ser um profissional que conheça bem as atividades do campo e que saiba “falar a língua dos peões”, ou seja, que os conheça bem e saiba lidar com as expectativas dos demais trabalhadores rurais. Este tipo de funcionário, muitas vezes, já trabalhou como “peão” e por esse motivo se relaciona bem com os outros empregados.

Em alguns casos, quando as atividades desenvolvidas na propriedade foram muito complexas ou, ainda, o proprietário não more no local, pode ser necessária a contratação de um administrador experiente. Este administrador é um profissional extremamente qualificado e instruído, com capacidade para lidar com qualquer situação requeira poder de decisão ou iniciativa. Muitas vezes, o administrador é um engenheiro agrônomo, médico veterinário ou mesmo um zootecnista que resida na cidade mais próxima.

Outra medida importante que o proprietário rural deve tomar é assegurar uma boa qualidade de vida aos funcionários que residam no local com suas famílias, através da manutenção das moradias ocupadas dentro da propriedade. Além disso, deve haver uma grande preocupação especial com os filhos dos funcionários, para que estes tenham acesso às escolas da região e que não trabalhem ou exerçam nenhuma atividade que possa parecer que estes estejam trabalhando na propriedade.

Por último, o proprietário rural deve fazer um bom processo de seleção, sempre que necessitar contratar algum trabalhador. Um dos principais cuidados a serem tomados na contratação é saber se o candidato é conhecido na região e qual a sua “reputação”. Isto costuma ser bastante fácil pois, nas áreas rurais, as notícias se espalham rápido. Com isso, pode-se evitar a contratação de um “mau elemento”.

site do café

O post Administração de pessoal nas propriedades rurais apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

26 de dezembro de 2019 08:31

1013 visualizações, 0 hoje