Bem vinda, Visitante! [ Registrar-se | Entrar

Aleitamento dos cabritinhos

DESTAQUES 9 de outubro de 2018

Aleitamento dos cabritinhos

Quando os cabritinhos nascem e se levantam, vão logo procurar as tetas da cabra para mamar. Essa primeira mamada se reveste de grande importância pois tomam o leite que os alimenta e ingerem, também, o colostro que, além de os alimentar, ainda lhes transmite resistência através de anticorpos, protegendo-os de uma série de doenças. Além disso, o colostro tem propriedades laxativas e faz com que os recém-nascidos evacuem, eliminando todo o mecônio que, como fetos, acumularam em seus intestinos durante sua vida uterina.

É muito importante que o criador verifique se os cabritinhos mamaram porque, às vezes, devido ao tamanho ou grossura das tetas, eles têm dificuldades para mamar e muitas vezes nem o conseguem e precisam ser ajudados. Para isso, basta “tirar” um pouco de leite, para que as tetas “murchem” um pouco e caibam na boca dos cabritinhos.

Depois da mamada, eles devem ser apartados e só juntados às cabras nas horas de mamar, o que deve ser feito 4 a 5 vezes por dia, nos primeiros dias, sendo esse número reduzido gradativamente, com o decorrer do tempo.

Aleitamento artificial

É utilizado normalmente nos seguintes casos: quando a cabra morre, deixando os filhos órfãos, sem ter outra cabra para nela mamarem; quando o parto é múltiplo, com 2 ou mais cabritinhos; quando a cabra não tem leite para amamentar seus filhos; em casos de doenças, para separar os recém-nascidos da cabra ou do rebanho; para economizar o leite da cabra, para vende-lo, substituindo-o por outros alimentos mais baratos e para melhor controlar a alimentação dos cabritinhos.

Quando, pelos motivos já mencionados, o criador preferir o aleitamento artificial, deve proceder da seguinte maneira:

1 – separar os recém-nascidos, logo ao nascer;

2 – dar o colostro, no balde;

3 – na primeira semana, só dar leite materno;

4 – na segunda semana, dar a mistura de 1/2 de leite de cabra e 1/2 de leite de vaca, sendo que o leite de vaca pode ser substituído pela raspa de leite 30g por cabeça;

5 – na terceira semana dar somente leite de vaca ou raspa de leite, diluída a 10 ou 14% de água;

6 – da quinta semana em diante, dar leite de soja ou outro produto de soja, más só a partir do 28º dia de vida, misturando com leite de vaca.

No caso de dar torta de soja, é preciso muito cuidado, ferver bem e dar no mesmo dia. Para fazer o leite de soja, podemos calcular 1kg de soja em grão para produzir 8 litros de leite de soja, cujo preço sai 5 vezes mais barato do que o leite de vaca. A soja em grão é ainda mais barata do que o farelo.

Alguns cuidados com os cabritinhos durante o aleitamento

É necessário que o criador esteja sempre atento em relação ao desenvolvimento das crias. Por isso, deve verificar se eles estão se alimentando bem, o que pode ser feito com facilidade, não só pelo exame direto do animal (aspecto geral, estado de carne, tamanho, etc.), mas também através de pesagens periódicas.

Caso não estejam se desenvolvendo satisfatoriamente, verificar as causas desse atraso de crescimento ou no ganho de peso, para elimina-las. Elas podem ser encontradas nos próprios cabritinhos (doenças, distúrbios, etc.) ou então nas cabras, por falta de leite. As providências deverão ser tomadas de acordo com cada caso.

O post Aleitamento dos cabritinhos apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

115 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café