Bem vinda, Visitante! [ Registrar-se | Entrar

Arreamento para montaria

Arreamento para montaria, DESTAQUES 25 de outubro de 2018

Arreamento para montaria

Os cavalos podem ser montados diretamente sobre o seu lombo, sobre os seus pêlos, sem arreios ou mantas. Quando isso ocorre, essa maneira de montar é conhecida como “montar em pêlo”. Outras vezes, coloca-se um pano ou manta sobre o lombo do animal, para montar sobre ela.

O mais indicado e o certo, no entanto, é arrear o cavalo, utilizando para isso o arreamento correto, ou seja:

– cabresto;
– cabeçada munida de um bridão ou de um freio;
– rédeas;
– sela ou arreio.

Existem vários tipos de selas ou arreios, dentre os quais temos a sela inglesa, o basto (que tem um protetor que serve de apoio para as pernas, conhecido como “Sto. Antônio”) e o arreio mexicano (que possui na parte da frente uma cabeça, na qual o cavaleiro se segura na hora de montar, além de ajudar os principiantes a não levarem tombos).

Todos os arreios possuem uma barrigueira, que é indispensável para firmá-los, não os deixando cair ou rolar em volta do tórax do cavalo. Além da barrigueira, os arreios podem ter, também, um peitoral e um rabicho colocado em torno da sua cauda e que fica preso na parte posterior dos arreios.

Como já mencionamos, existem vários tipos e formatos de arreios. Os acabamentos também variam bastante, desde os mais simples até os mais “caprichados” e até mesmo luxuosos, de grande beleza estética, além de preços bastante elevados.

No entanto, para controlar e conduzir a sua montaria, o cavaleiro dispõe de dois tipos de embocaduras, ou seja, os bridões, que nada mais são do que duas pequenas hastes de metal, com uma argola em cada ponta. De um lado, uma argola de uma haste se articula com uma argola de outra haste, formando uma só peça dupla. Esta é a parte que fica dentro da boca, sobre a língua do animal.

Cada uma das hastes apresenta uma argola do lado de fora da boca do cavalo, ficando uma de cada lado do seu focinho. Além disso, cada uma delas possui, também, uma argola em cada uma das quais é presa uma ponta das rédeas.

Quanto aos freios, são bem mais eficientes do que os bridões, para obrigar o cavalo a obedecer mais rapidamente os comandos transmitidos a esses animais.

Temos, ainda, as focinheiras, que servem para evitar que o cavalo abra demais a boca, pois isso dificulta o seu comando. Existem a focinheira inglesa, usada acima da embocadura do cavalo e a focinheira italiana, que é usada abaixo da embocadura e possui uma ação bem mais forte do que a focinheira inglesa.

O post Arreamento para montaria apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

126 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café