Brasil deve produzir 300 mil toneladas a mais de trigo na safra 2020/21, projeta USDA

Apesar da alta, produção estimada em 5,5 milhões de toneladas é insuficiente para abastecer mercado interno.

O Brasil deve ampliar em 300 mil toneladas a produção interna de trigo na safra 2020/21, segundo relatório de estimativa de oferta e demanda divulgado nesta quinta-feira (11/6) pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Com isso, o país chegaria a 5,5 milhões de toneladas. A quantidade, no entanto não é suficiente para abastecer o mercado interno. O país é amplamente dependente das importações, já que o consumo gira em torno de 12,5 milhões de toneladas.

Por isso, a indústria brasileira faz aquisições regularmente da matéria-prima dos Estados Unidos, Rússia, Canadá e, principalmente, da Argentina por conta do acordo livre comércio entre países do Mercosul.

Segundo o USDA, a Argentina deve aumentar a sua produção em 1,5 milhão de toneladas, para 21 milhões, o que resulta em maior disponibilidade para países compradores como o Brasil. Já as exportações argentinas devem crescer 1 milhão de toneladas, para 14,5 milhões, fator impulsionado pela valorização do dólar ante o peso.

O grande problema, neste caso, é que a Argentina tem diversificado suas exportações em 2020, vendendo mais para a Indonésia e diminuindo os embarques para o Brasil.

Produção mundial

A produção mundial de trigo deve crescer 9 milhões de toneladas na safra 2020/2021, para 773,4 milhões de toneladas, segundo o USDA. Maior país produtor global, a Rússia deve aumentar a sua produção em 3,4 milhões de toneladas, para 77 milhões.

Já a estimativa para a colheita dos Estados Unidos é de 51 milhões de toneladas, 1,2 milhão a menos sobre o ano anterior, enquanto o Canadá deve produzir 34 milhões de toneladas, crescimento de 1,8 milhão.

A projeção do USDA também aponta recuo no consumo doméstico global de trigo em 4,7 milhões de toneladas, para 137,4 milhões. Por outro lado, os estoques finais devem aumentar em 15 milhões de toneladas, para 310 milhões de toneladas em todo o mundo.

trigo-campo-cultura-de-inverno-cereal (Foto: Rafale Tovar/CCommons)
(Foto: Rafale Tovar/CCommons)

Exportações

As exportações mundiais estão estimadas em 188,8 milhões de toneladas, reajuste de 1 milhão sobre a estimativa divulgada pelo Departamento de Agricultura em de maio, e 3 milhões de toneladas superior à safra anterior.

A Rússia deve exportar pouco menos da metade da sua produção, com 35 milhões de toneladas, 5 milhões a menos do que no ciclo 2019/2020. Os EUA devem exportar 25,8 milhões de toneladas, abaixo das 26,2 milhões deste ano, enquanto o Canadá deve somar 24,5 milhões de toneladas, alta de 1,5 milhão de toneladas sobre a safra atual.

No geral, a estimativa para as importações globais de trigo é de queda em 1,2 milhão de toneladas, para 182,8 milhões de toneladas do cereal em 2020/2021.

site do café

O post Brasil deve produzir 300 mil toneladas a mais de trigo na safra 2020/21, projeta USDA apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

12 de junho de 2020 09:02

272 visualizações, 0 hoje