Confira a previsão do tempo para segunda e terça-feira

Semana começa com temporal em boa parte do Brasil e possibilidade de granizo no Sul e Sudeste; confira a previsão

 

Segunda-feira, 18

Sul

Segunda-feira tem chuva na região Sul. O dia continua chuvoso em especial em Santa Catarina e no Paraná, com riscos de temporais rajadas de vento de mais de 60km/h, raios e eventuais quedas de granizo. Sendo que mais uma vez as pancadas de chuva são mais intensas no período da tarde. Os acumulados de chuva prometem ser bastante elevados, com mais condições para enxurrada, deslizamentos de terra, alagamentos e demais danos. Mas, mesmo com os riscos de danos, também trará um alívio para a reposição hídrica dos reservatórios.

As chuvas são causadas pela passagem de uma frente fria agora pela costa de SC a SP, mais uma área de baixa pressão atmosférica que se forma na costa, e mais uma região de cavado (uma baixa pressão relativa que não se fecha, neste caso, nos médios níveis da atmosfera), mais a umidade que vem da Amazônia. Por outro lado, boa parte do Rio Grande do Sul apresentará um tempo firme, devido ao avanço de um sistema de alta pressão atmosférica que passa a atuar sobre o estado. As temperaturas ficam mais amenas.

Sudeste

Na segunda, tem mais temporais em todo o estado de São Paulo e no oeste e sul de Minas Gerais, além do extremo oeste fluminense. No noroeste de São Paulo a chuva já começa na forma de pancadas isoladas pela manhã, mas é durante a tarde que as chuvas se espalham e vem na forma de temporais. Aliás, esse tipo de chuva se estenderá para o período noturno.

Tem previsão de mais queda de granizo, rajadas de vento de mais de 60km/h e raios. Além disso, os acumulados de chuva prometem ser elevados em todo o estado de São Paulo e Triângulo Mineiro. Aliás, os volumes chegam facilmente aos 100 mm na região do Vale do Ribeira, como no litoral sul paulista e na Baixada Santista. Mas, de maneira geral, há previsão para alagamentos, enxurradas e deslizamentos de terra nessas áreas em toda São Paulo, no oeste do Rio e no oeste e sul de Minas Gerais. Aliás, no oeste e sul mineiro, chove, mas em pontos isolados, mas também com riscos para danos.

As precipitações no Sudeste ocorrem devido a uma frente fria que avança pela costa do estado de São Paulo e ajuda a formar uma área de baixa pressão atmosférica na costa do Sudeste, e juntas organizam um corredor de umidade que vem da Amazônia para a Região Sudeste. Além disso, tem um vórtice ciclônico nos médios níveis da atmosfera, que potencializa os temporais. E as temperaturas seguem amenas entre SP e MG. Por outro lado, o tempo é firme do centro ao leste e norte mineiro, incluindo Belo Horizonte, no Espírito Santo e em grande parte do Rio de Janeiro.

Centro-Oeste

Segunda-feira tem condição para mais chuva e fortes temporais no Centro-Oeste, especialmente em Mato Grosso do Sul, como na sua metade sul e no Pantanal, onde os acumulados serão mais expressivos e os temporais ocorrem no decorrer do dia, com rajadas de vento de mais de 60 km/h, eventual queda de granizo e muitas descargas elétricas. Do oeste do Mato Grosso ao sul do Mato Grosso do Sul e sul de Goiás, a chuva será ao longo do dia, e com muita nebulosidade.

O que justifica também as temperaturas mais amenas por lá. Já em grande parte do Mato Grosso e de Goiás os temporais ocorrem mais à tarde, com acumulados elevados, e riscos também para alagamentos. Além dessas chuvas virem acompanhadas por raios e rajadas de vento. No Distrito Federal também chove, na forma de pancadas fortes, só que de maneira mais isolada. Toda a chuva pela Região se deve a uma área de baixa pressão atmosférica entre o Paraguai e o Mato Grosso do Sul, mais o corredor de umidade que vem da Amazônia, um ciclone extratropical entre o MS, GO, MG, e SP, e a circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.

Nordeste

Ainda tem chuva e temporais isolados entre o Maranhão, oeste e norte do Piauí, no extremo oeste baiano, assim como no oeste e norte do Ceará. Já as pancadas mais rápidas e isoladas ocorrem em todo o leste nordestino e no litoral do Rio Grande do Norte. Tudo isso por conta da presença do VCAN (Vórtice Ciclônico de Altos Níveis), além disso tem um cavado em médios níveis da atmosfera, no leste da Bahia, que é uma baixa pressão atmosférica, que não se fecha, na forma de ondas atmosféricas.

As pancadas mais fortes mais uma vez acontecem no MA e PI, e também no CE e na BA. Por fim, o tempo é firme, quente e seco desde o centro e sudoeste da Bahia até o centro sul do Ceará e sul do Rio Grande do Norte, devido ao centro do VCAN.

Norte

Segunda com previsão para temporais isolados no decorrer do dia na região, especialmente por conta da combinação entre calor e umidade. A chuva será intensa e com acumulados altos no Amazonas, no Pará e em Rondônia, com acumulados altos. Chove ainda constantemente e com acumulados elevados no Amapá e agora também no norte do Pará, devido à atuação da zona de convergência intertropical (ZCIT). Atenção ao Tocantins, pois a borda do Vórtice Ciclônico trará temporais, com raios e rajadas de vento, além de possibilidade para queda de granizo. Mas, de maneira geral, chove de maneira forte em toda a Região, com riscos para transtornos.

Terça-feira, 19

Sul

Na terça-feira a chuva continua intensa e volumosa em todo o Paraná e Santa Catarina e volta a ocorrer no norte gaúcho. Aliás, os acumulados chegam novamente aos 100mm nessas localidades, e as áreas em que choverá mais serão no leste e oeste do PR, e oeste e norte de SC. Mas, de maneira geral, há riscos para alagamentos, deslizamentos de terra e inundações nos 3 estados em que tem previsão de chuva, pois como mencionado anteriormente, os volumes são elevados. As chuvas ocorrem ao longo de todo o dia, e já riscos de rajadas de vento de mais de 60km/h, raios e até eventuais quedas de granizo.

Há a influência de um vórtice ciclônico nos médios níveis da atmosfera, de duas áreas de baixa pressão atmosférica (uma na costa do PR, SP, e RJ, e outra entre o Paraguai e o oeste da Região Sul) e mais o corredor de umidade que vem da Amazônia. E a frente fria está mais entre a costa do PR e de SP. Por outro lado, no centro-sul do Rio Grande do Sul o tempo será firme.

Por fim, as temperaturas serão as mais baixas hoje, aliás as mais baixas dessa semana, em SC e no PR, e no leste do RS. E a sensação de frio é maior entre SC e o PR.

Sudeste

Na terça-feira, a frente fria ainda está no mar e na altura de São Paulo, junto com uma área de baixa pressão atmosférica na costa de São Paulo, que continuam organizando um corredor de umidade que vem da Amazônia, neste caso em parte de São Paulo, e outra área de baixa pressão atmosférica, em superfície, entre SP, MS, MG e GO.

Com todos esses sistemas atuando, a chuva segue ainda por todo o estado de São Paulo, no oeste e centro do Rio de Janeiro, incluindo a capital, e no sul e Triângulo Mineiro. As chuvas prometem ser novamente volumosas em todo o estado de São Paulo, com riscos para alagamentos, deslizamentos de terra e inundações. Atenção aos acumulados que devem chegar facilmente aos 100 mm no sul de São Paulo, como em Registro, litoral sul paulista e Baixada Santista.

Mas, como mencionado antes, não se descartam danos nas demais localidades. No oeste paulista, como do litoral sul à Presidente Prudente, chove a qualquer hora do dia. Nas demais áreas, tanto de São Paulo, quanto no estado mineiro e fluminense, os temporais são mais à tarde, com raios e rajadas de vento, de mais de 60 km/h. Além de riscos de queda de granizo.

Já o tempo firme ocorre na maior parte de Minas Gerais, do centro ao norte do estado, incluindo Belo Horizonte, e no centro e norte fluminense e em todo o Espírito Santo. As temperaturas ficam mais baixas do sul ao leste paulista e no sul mineiro.

Centro-Oeste

Na terça-feira as chuvas continuam pelo Centro-Oeste. A chuva ocorrerá ao longo do dia, em especial no Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e sul de Goiás. São chuvas na forma de temporais, com raios, rajadas de vento e queda de granizo. Há riscos de transtornos em toda a região, inclusive em grande parte de Goiás e no Distrito Federal, que tem previsão de temporais mais isoladas, e que ocorrem mais à tarde.

Os acumulados mais elevados acontecem no leste e nordeste do Mato Grosso do Sul, e no noroeste do Mato Grosso. Com potencial para enxurradas e alagamentos. E as precipitações acontecem devido a 2 vórtices ciclônicos (um no MT e outro no MS), áreas de baixa pressão atmosférica (na superfície: uma entre o MS, GO, SP e MG, e outra entre o Paraguai e o MS; próxima da superfície entre o MT e PA).

Nordeste

A terça-feira tem previsão de temporais em todo o leste da região Nordeste, assim como no norte da Região, que vai desde o Maranhão até o Rio Grande do Norte, passando pelo Ceará e boa parte do Piauí. Há riscos de rajadas de vento, raios e até eventuais quedas de granizo, em especial no MA, PI e CE. Além de rajadas de vento de mais de 50km/h nas áreas da Bahia em especial no sul do estado. Os acumulados devem ser altos no centro norte do Maranhão e no norte do Piauí, assim como no litoral baiano e no litoral de Pernambuco e na Paraíba, e em todos os casos há riscos para alagamentos e deslizamentos de terra. E toda essa chuva é causada pela atuação da borda Vórtice Ciclônico de Altos

Níveis (VCAN), já no seu centro, deixará o tempo firme, com tempo seco e calor na maior parte da Bahia, sudeste do Piauí e no oeste de Pernambuco.

Norte

Os temporais ganham força pela região Norte. A chuva ocorre ao longo do dia, e os acumulados mais elevados ocorrem entre Rondônia, Amazonas e Pará, incluindo as capitais Manaus e Porto Velho, devido à alta umidade, ao calor e mais uma área de baixa pressão atmosférica entre esses estados e o Mato Grosso. Chuva intensa, constante e volumosa também no norte do Pará e no Amapá, incluindo as capitais Macapá e Belém. Neste caso a chuva ocorre devido à Zona de convergência intertropical (ZCIT), que se forma através do encontro dos ventos nos 2 hemisférios.

Em ambos os casos há potencial para alagamentos e deslizamentos de terra, mas não se descartam danos nas demais áreas. Aliás, no Tocantins, as pancadas de chuva ocorrem na forma de temporais isolados, mais no período da tarde, com raios, rajadas de vento e eventuais quedas de granizo.

 

site do café

O post Confira a previsão do tempo para segunda e terça-feira apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

18 de janeiro de 2021 14:48

209 visualizações, 1 hoje