Mato Grosso já vendeu mais de 16% da safra de soja 2021/2022, diz Imea

Segundo a entidade, os elevados preços atuais têm favorecido a corrida para fechar negócios para a temporada futura

Os altos preços pagos pela saca de soja em Mato Grosso têm estimulado a venda antecipada e acelerada das safras futuras, que ainda nem foram plantadas. E, não estamos falando apenas da 2020/2021, que começou a ser semeada, mas também da 2021/2022, que já tem mais de 16% comercializado, segundo um levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Como não há precedentes, não há números de comparação, ou seja, nunca antes o estado comercializou soja (no caso trocou por insumos) para uma safra além da que ainda está sendo semeada.

Para a safra atual, o total de comercialização já supera a casa dos 56%, mas a atualização destes dados deve ocorrer no começo de outubro.

Segundo a entidade, o que tem estimulado essa corrida por negócios é o preço da saca, que em Mato Grosso supera o valor negociado na Bolsa de Chicago.

“A soja segue em alta devido à grande demanda chinesa por soja norte-americana, os preços continuaram acima de US$ 10 por bushel na Bolsa de Chicago. Já no estado, a alta do dólar e a baixa oferta do grão levaram à valorização semanal da soja em 2,98%. Vale ressaltar que há vários dias o preço no físico está acima de Chicago, o que não é normal quando se analisa o histórico da relação.”

 

site do café

O post Mato Grosso já vendeu mais de 16% da safra de soja 2021/2022, diz Imea apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

2 de outubro de 2020 19:56

311 visualizações, 0 hoje