Bem vinda, Visitante! [ Registrar-se | Entrar

Plancto – alimento para peixes e outros animais

COMO PLANTAR E CRIAR, Plancto - alimento para peixes e outros animais 8 de outubro de 2019

Plancto – alimento para peixes e outros animais

O plancto é composto principalmente por plantas como algas e as diatomáceas e grande quantidade de animais muito pequenos e em geral microscópicos, como protozoários, crustáceos, moluscos, vermes, larvas de esponjas, etc. e que se encontram flutuando, livres, à deriva nas águas dos mares.

Também as águas doces possuem o seu plancto, formado por seres animais como os cladóceros, rotíferos, protozoários, etc., que formam o zooplancto (plancto animal) enquanto que os vegetais como as algas formam o fitoplancto (plancto vegetal).

Devemos levar em consideração, ainda, que quando coletamos água com plancto, os zoo e fitoplancto vêm misturados e, com eles, outros elementos animais como, por exemplo, larvas de mosquitos, de peixes em sua primeira fase após a eclosão, de moluscos, vermes, etc.

O plancto varia, não só na sua composição em relação aos elementos animais e vegetais que o compõem mas, também, quanto ao número desses seres em um mesmo volume de água. Logicamente, isso influi na alimentação dos animais que o ingerem, como os peixes, por exemplo, pois os elementos planctônicos variam de algumas centenas a alguns milhares, por centímetro cúbico de água.

No caso dos peixes, bastam 10 a 20 microcrustáceos existentes no plancto, para alimentar um alevino (filhote), durante 24 horas. De um modo geral, os animais que se alimentam com plancto começam comendo os seres menores e depois, à medida que vão crescendo passam a comer, gradativamente, os de tamanhos cada vez maiores.

Os organismos animais do plancto se alimentam de algas clorofíceas e de bactérias, que são de origem vegetal. Os elementos vegetais do plancto, ou seja, o fitoplancto, como as algas, por exemplo, extraem sua alimentação através da fotossíntese, diretamente da água, sob a forma de sais minerais, do que resultam, principalmente, gorduras e muito pouco amido.

Entre os animais que se alimentam do plancto, temos quetognatos, pequenos crustáceos, etc. e, de larvas de moluscos, os equinodermos e anelídeos.

Coleta do plancto


Para isso, podemos usar uma rede em forma de cone ou de um puçá, fabricado com um tecido de trama bem fechada e que deve ser pendurado por uma cordinha de náilon a um cabo longo mas leve, de madeira, bambu, plástico, etc.. Esse puçá é mergulhado na água em que existe o plancto.
Site do Café

O post Plancto – alimento para peixes e outros animais apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

11 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café