Preço pago aos produtores de leite cai após quatro meses seguidos de alta no ano

Segundo Cepea, incertezas no mercado de derivados em função da pandemia pressionam cotações.

Após registrarem altas consecutivas de dezembro de 2019 a abril de 2020, os preços pagos ao produtor de leite caíram em maio, apontou relatório do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea-Esalq/USP).

Segundo a pesquisa, a “Média Brasil” líquida em maio, referente à captação em abril, chegou a R$ 1,3783 por litro, recuo de 5% frente ao mês anterior e de 11,2% em relação a maio do ano passado, em termos reais, com valores deflacionados pelo IPCA de abril de 2020.2

A desvalorização do leite, segundo o Cepea, é resultado das incertezas no mercado em abril com o avanço da pandemia de coronavírus. Também pesaram a redução nas compras pelo consumidor diante do isolamento socical e da queda na renda das famílias.

Na pesquisa diária do Cepea, o preço do leite UHT registrou queda acumulada de 17,8% em abril. Ainda assim, a média mensal, de R$ 2,87 por litro, ficou 8,41% acima da registrada em março.

Queijo muçarela

O mercado de queijo muçarela também foi afetado. A desvalorização acumulada chegou a 8,3% em abril, e o preço médio mensal fechou a R$ 17,93 o quilo, recuo de 5,97% em relação ao mês de março.

A dificuldade em assegurar liquidez impactou negativamente a produção do queijo muçarela e, como consequência, houve aumento da oferta de leite cru no mercado spot (negociação entre indústrias) em abril. Em Minas Gerais, o preço médio do leite cru caiu 7,3% na primeira quinzena de abril e 11,7% na segunda.

Estoques reduzidos

A entressafra da produção leiteira avança no Sudeste e Centro-Oeste. No Sul, a estiagem prejudica a atividade e compromete a quantidade e a qualidade da produção de silagem para os próximos meses. O Índice de Captação Leiteira (ICAP-L) do Cepea registrou queda de 0,6% de março para abril na “Média Brasil” e acumula baixa de 12,4% neste ano.

Neste cenário, segundo o Cepea, as indústrias empenhariam esforços para recompor seus estoques. Mas as perspectivas negativas sobre o consumo no médio e longo prazos aumentaram o nível de incerteza em abril e frearam o investimento das indústrias nesse sentido, pressionando as cotações no campo em maio.

Tendências para junho

O Cepea também fez projeções para o mercado em junho. A menor oferta no campo em maio e a menor produção de derivados em abril, por sua vez, reduziram os estoques de UHT e muçarela, favorecendo o aumento das cotações.

De 4 a 27 de maio, a pesquisa diária do Cepea mostrou alta acumulada de 14,4% para as cotações de UHT e elevação de 15,7% para as de muçarela. Ainda assim, as médias mensais parciais dos preços do UHT e da muçarela neste período, de R$ 2,68 por litro e de R$ 17,90 por quilo, são 6,62% e 0,1% menores que as respectivas médias de abril.

 

site do café

O post Preço pago aos produtores de leite cai após quatro meses seguidos de alta no ano apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

2 de junho de 2020 05:56

262 visualizações, 1 hoje