Quase 195 campos de futebol foram desmatados por hora no Brasil em 2019, diz estudo

Segundo MapBiomas, 3.339 hectares foram devastados por dia no país

Elaborado pelo MapBiomas, o primeiro relatório que analisou e consolidou alertas de desmatamento no Brasil apontou que, em 2019, foram desmatados 3.339 hectares por dia ou 139 hectares por hora.

O número corresponde a mais de 4,6 mil campos de futebol por dia e cerca de 195 por hora. A Amazônia respondeu por mais de 60% do desmatamento, com 770 mil hectares devastados no ano passado.

Em seguida, a maior perda de vegetação nativa foi no Cerrado, com 408,6 mil hectares desmatados. Depois, aparecem Pantanal (16,5 mil hectares), Caatinga (12,1 mil hectares), Mata Atlântica (10,6 mil hectares) e Pampa (642 hectares).

Os dados são do Relatório Anual do Desmatamento no Brasil, divulgado nesta terça-feira (26/5) pelo MapBiomas. No total, o Brasil perdeu pelo menos 1.218.708 hectares de vegetação nativa no ano passado. O número equivale a oito vezes o município de São Paulo.

Alertas MapBioma (Foto: MapBioma/Reprodução)

O levantamento conseguiu identificar desmatamentos em todos os biomas brasileiros graças à ferramenta MapBiomas Alerta, sistema de validação e refinamento de alertas de desmatamento, degradação e regeneração de vegetação nativa com imagens de alta resolução lançado em junho de 2019.

“A gente não tem problema em identificar os pontos de desmatamento, porque há monitoramento. O problema é realmente como usar esses dados de forma eficiente. A gente tem muitos alertas, mas pouca informação que chega aos órgãos”

Tasso Azevedo, coordenador geral do MapBiomas

O relatório ainda aponta que 5,9% dos desmatamentos aconteceram em terras indígenas, com mais de 400 alertas diferentes registrados em 2019. Segundo Azevedo, entre 1985 e 2018, menos de 0,5% havia sido desmatado ao ano.

“Agora a gente vê a taxa crescendo nessas áreas. Isso é uma coisa absolutamente absurda, um crescimento deste tamanho em tão pouco tempo”, afirma o coordenador geral do MapBiomas.

queimadas-amazonia-fogo-rondonia-incendio-machado-do-oeste (Foto: Beethoven Delano/Ed.Globo)
(Foto: Beethoven Delano/Ed.Globo)

Cadastro Ambiental Rural

O MapBiomas Alerta possibilita comparar o alerta de desmatamento com a área registrada pelo Cadastro Ambiental Rural (CAR). Com isso, o relatório aponta que mais de 3/4 dos alertas têm sobreposição com pelo menos um imóvel cadastrado no CAR.

Foram 42,6 mil imóveis rurais com alertas registrados, o que representa 0,7% dos mais de 5,6 milhões de imóveis registrados no CAR. “Isso significa que 75% dos alertas, com pelo menos 0,1 hectare, estão dentro da área do CAR e, portanto, é possível identificar o responsável pela área”, diz o coordenador geral do MapBiomas.

Com bases nos dados do CAR, ainda é possível cruzar se o desmatamento foi em áreas de preservação permanente, reserva legal ou nascentes, as quais são autodeclaradas pelo dono da terra. “Do total de alertas, 38% caíram nessas áreas e mais da metade ocorreu em territórios que jamais deveriam ser desmatados”, afirma Azevedo.

 

site do café

O post Quase 195 campos de futebol foram desmatados por hora no Brasil em 2019, diz estudo apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

28 de maio de 2020 14:27

273 visualizações, 1 hoje