Bem vinda, Visitante! [Registrar-se | Entrar

Sinais de fecundação das coelhas

DESTAQUES, Sinais de fecundação das coelhas 14 de outubro de 2018

Sinais de fecundação das coelhas

Não há sinais seguros que indiquem, imediatamente, se a coelha ficou enxertada, sendo necessários de 8 a 15 dias para que possamos ter certeza de que está realmente em gestação.

Quando fica prenha, a coelha, entre outras alterações, torna-se mais calma, seus movimentos são mais lentos, perde a vivacidade, seu andar se modifica, altera-se a forma de seu corpo, principalmente o ventre que se avoluma.

Existem ainda alguns processos que podem dar alguma indicação sobre se a coelha está ou não para dar cria e entre eles temos:

– prova do acasalamento: se a coelha for levada ao macho, alguns dias após o acasalamento e não o aceita, dele fugindo e principalmente dando alguns grunhidos, é possível que esteja prenha. Esta prova, porém, não é segura, porque as coelhas quase sempre aceitam o macho, até mesmo poucos dias antes do parto;
– exame das mamas: as glândulas mamárias das coelhas se desenvolvem pouco depois da ovulação e mais na segunda semana de gestação. Para examiná-las, basta o criador segurar uma das tetas, com os dedos indicador e polegar e fazer um movimento de vai-e-vem. Se a pele estiver grossa, é sinal de que a coelha está em gestação. Esse exame é mais positivo no 24º dia, quando os pêlos se abrem, aparecendo as tetas, mais ou menos desenvolvidas;
– palpação ventral: é o método mais seguro para verificar se a coelha está realmente em gestação e pode ser efetuado de 10 a 15 dias após o acasalamento.

Para o exame ou palpação, colocar a coelha com a cabeça virada para o operador que, com uma das mãos a contém, segurando-a pelas orelhas e pelo do dorso. Com a outra mão aberta coloca, nas virilhas da coelha, de um lado o polegar e do outro o dedo indicador. Com a palma da mão, faz uma leve pressão sobre a barriga da coelha e depois vai fechando ao mesmo tempo, a mão e os dedos, com movimentos para a frente e para baixo.

Quando a coelha está prenha, o operador sente escorregar, entre seus dedos, alguns “caroços” arredondados, em geral em cadeia e que são os fetos. Os fetos podem ser confundidos com tumores ou com as pelotas de fezes, mas estas são mais duras e arredondadas.

A fecundação, nas coelhas, também pode ser diagnosticada por métodos laboratoriais.

O post Sinais de fecundação das coelhas apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

118 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café
  • Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão

    de em 30 de outubro de 2019 - 0 Comentários

    Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão A economia continua patinando, mas os negócios nos leilões de elite seguem de vento em popa e movimentando cifras milionárias. A vaca nelore Jamaya da Di Gênio foi vendida no 5º Encontro Vila Real, pregão realizado em Brotas (SP), no último dia 26, por […]

    O post Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Produção comercial de rãs

    de em 30 de outubro de 2019 - 0 Comentários

    A criação de rãs ou ranicultura é uma atividade pecuária das mais lucrativas, desde que desenvolvida de maneira adequada, com um padrão zootécnico elevado. Desta forma, poderemos obter uma alta produtividade e, conseqüentemente, boa lucratividade. As condições em um ranário são completamente diferentes das encontradas pelas rãs na natureza, pois o nosso objetivo ao criá-las […]

    O post Produção comercial de rãs apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.