Brasil pagou mais pelas importações de soja do que recebeu pelas exportações?

Sem soja para atender o mercado interno, o país acabou comprando o maior volume dos últimos 17 anos. Confira algumas curiosidades sobre as importações de 2020

Quando o assunto importações surgiu no Brasil, em meados de agosto, com o governo estudando retirar as tarifas para importação, muitos especialistas afirmaram que o Brasil iria gastar mais para comprar, do que iria ganhar para exportar. Na época a conta não bateu e disseram que até o fim do ano iria acontecer.

Pois o ano fechou e o Brasil gastou uma média de US$ 332,82 por tonelada de soja em grão, nas importações. Ou seja, é inferior aos US$ 344,25 recebidos em média por tonelada para exportação.

Já na comparação com os anos anteriores, o valor médio da tonelada de soja em 2020 é 5,9% maior que em 2019 (que fechou em US$ 314,30), mas perde para os US$ 339,1 por tonelada de 2018. Naquele ano, o país importou 186,3 mil toneladas de soja.

Pagou mais sim

Pois se o preço médio do ano (da tonelada de soja) não foi maior que a média da exportação, a média mensal mostrou que pagamos mais sim, pelo menos em alguns momentos.

Em novembro e dezembro, o Brasil teve que gastar mais para comprar uma tonelada de soja, do que recebeu para vender a mesma quantidade.

Em novembro de 2020, aliás, o país pagou o maior valor médio por tonelada de soja desde novembro de 2014 (na época pagou US$ 445,6) , gastou US$ 402,3 pela tonelada importada. Bem acima dos US$ 387,2 recebidos pela tonelada exportada.

Em dezembro de 2020 também gastamos mais do que recebemos pela tonelada, Uma média de US$ 387,22 na importação, contra US$ 378,2 por tonelada exportada.

Maior compra em 17 anos

Se por um lado o Brasil fechou 2020 com o segundo maior volume de exportações de sua história (82,9 milhões de toneladas), do outro acabou precisando importar mais para atender a demanda interna pelo grão. O resultado é ter fechado o ano com o maior volume de importações dos últimos 17 anos (fato já antecipado pelo Projeto Soja Brasil).

De janeiro a dezembro de 2020 o país importou 821,992 mil toneladas de soja em grãos, isso representa um incremento de 470% ante 2019, quando se vendeu um total de 144,226 mil toneladas de soja ao exterior.

No total, o Brasil teve que desembolsar um total de US$ 273,593 milhões, ou seja, 503% a mais que os US$ 45,330 milhões gastos em 2019.

Quem mais vendeu soja para o Brasil

O Paraguai já é reconhecido como o maior fornecedor histórico de soja para o Brasil e em 2020 não foi diferente. Do total comprado ao exterior, cerca de 88% vieram só dos paraguaios, ou seja 723,5 mil toneladas. Em 2019 a participação dos paraguaios era bem menor, em torno de 75,3% (venderam 108,6 mil toneladas)..

 

site do café

O post Brasil pagou mais pelas importações de soja do que recebeu pelas exportações? apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

10 de janeiro de 2021 14:49

8 visualizações, 0 hoje