Bem vinda, Visitante! [ Registrar-se | Entrar

Cavalos – cobertura, gestação e castração

Cavalos - cobertura, DESTAQUES, gestação e castração 26 de outubro de 2018

Cavalos – cobertura, gestação e castração

A criação de cavalos pode ser feita de maneira extensiva, quando as éguas e os garanhões ou reprodutores são soltos juntos e livres, pelas pastagens, e se reproduzem sem nenhum controle das coberturas. Esse sistema de criação, logicamente, não é o aconselhável. O indicado, mesmo, é a criação racional de cavalos, ou eqüinocultura, com a adoção das técnicas mais adequadas, de acordo com o tipo ou o objetivo da criação.

Para serem obtidos os melhores resultados, no entanto, devemos levar em consideração e adotarmos as melhores práticas em todas as fases da reprodução, como verificaremos a seguir.

Idade para a reprodução
Os potros entram na puberdade, estando aptos para se reproduzirem, aos 18 meses de idade, mas só devem ser colocados para a reprodução depois de atingirem os dois anos de idade. Quanto às potrancas ou éguas, só devem ser acasaladas, pela primeira vez, quando estão com dois anos e meio a três anos de idade, para que sua parição ocorra entre os três e meio e quatro anos de idade.
Cio 
Normalmente, as fêmeas só se deixam acasalar quando estão no cio, pois este é, justamente, o período em que elas estão aptas a conceber, ou seja, a engravidar ou enxertar.

Quando no cio, as éguas apresentam os seguintes sintomas: vulva e vaginas congestionadas e que secretam um líquido viscoso, lubrificante e com um cheiro característico, que atrai os machos. A temperatura vaginal fica mais elevada; a égua fica agitada e excitada; a curtos intervalos solta pequenos jatos de urina; mantém a vulva ligeiramente entreaberta e relincha a toda hora.

Seu temperamento se modifica e ela procura o macho, tendo as orelhas viradas para trás e a cauda levantada e, em geral, virada para um dos lados, descobrindo a sua vulva. Muitas vezes ela perde o apetite. O cio repete-se a cada 30 dias e a sua duração é de 8 a 10 dias. Muitas éguas, mesmo em gestação, podem apresentar o cio, mas não devem ser acasaladas porque isso pode provocar um aborto.

Cobertura
Um garanhão sadio e bem alimentado pode cobrir de 40 a 50 éguas por ano fazendo, em média, 3 coberturas por semana. O reprodutor deve estar sempre bem alimentado e em boas condições de saúde, mantendo-se sempre ativo, através de exercícios.

Há três sistemas de coberturas: em liberdade, à mão ou mistas. No Brasil, praticamente, podem ocorrer em todos os meses, variando de acordo com as regiões em que se encontrem e com os tipos ou objetivos das criações.

Gestação 
Os períodos de gestação da égua podem ser de, mais ou menos, 11 meses, quando estão grávidas de um cavalo, e de 12 meses, quando forem cobertas por um jumento, para a produção de um muar.

As éguas gestantes devem ser separadas e colocadas em pequenos pastos planos e limpos ou em potreiros, situados em locais de fácil acesso e sempre sob vigilância, principalmente nas épocas dos partos.

Castração
O potro deve ser castrado depois que os seus testículos “descerem”, ficando alojados na sua bolsa ou saco escrotal, ou seja, com mais ou menos dois anos de idade pois, nessa idade, o animal sofre menos com a castração e dificilmente ocorrem acidentes operatórios. Além disso, as modificações corporais se tornam mais acentuadas: sua cabeça fica mais bonita, mais expressiva e mais perfeita; o pescoço torna-se mais fino e mais elegante e suas crinas ficam mais brilhantes e mais desenvolvidas. Seu trem posterior torna-se mais desenvolvido e mais musculosos, tornando-o mais bonito.

Todos os potro só devem ser domados, amansados ou adestrados, quando completam o seu desenvolvimento, o que varia de acordo com a raça a que pertençam.

O post Cavalos – cobertura, gestação e castração apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

156 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café