Bem vinda, Visitante! [Registrar-se | Entrar

Escolha e aquisição de cabras para a produção leiteira

DESTAQUES, Escolha e aquisição de cabras para a produção leiteira 4 de outubro de 2018

Escolha e aquisição de cabras para a produção leiteira

Quando vamos fazer uma criação de cabras para a produção leiteira e desejamos adquirir alguma, para iniciá-la, devemos selecioná-las com todo o cuidado, para só adquirir-mos bons animais leiteiros. Quando pretendemos vender, também, reprodutores, os animais devem ser todos puros: cabras e bodes e ainda de alto padrão zootécnico, pois não basta apenas que sejam puros, mas sim que sejam excelentes animais, capazes de elevar o padrão de produção dos rebanhos em que foram empregados.

Quando, no entanto, queremos produzir apenas leite para a venda ou industrialização, podemos utilizar cabras mestiças de boa produção, mas que cruzem sempre com bodes puros de raças leiteiras, para que o rebanho vá melhorando e cheguemos a ter, dentro de 5 gerações, todos os animais puros por cruza (PC) e uma elevada média de produção.

A escolha das cabras pode ser feita das seguintes maneiras: pela genealogia ou controle leiteiro de suas parentes próximas (mãe, irmãs, primas, etc.) ou pelo controle leiteiro das suas lactações presentes e anteriores, quando for o caso. Como isso em geral não é possível, porque esses controles normalmente não existem nas criações, exceto nas bem organizadas, nossa escolha depende do exame direto do animal e do “balde”, isto é, de assistirmos à retirada do leite, pelo menos das 2 ordenhas do mesmo dia.

Cuidados na escolha 

Quando vamos comprar as cabras e, no caso de o vendedor ser desconhecido, devemos agir da seguinte maneira:

– avisar que vamos “ver” as cabras, em determinado dia, mas “aparecemos” 1 ou 2 dias antes e bem cedo, antes do horário normal da ordenha, para que ela não seja atrasada, o que faria as cabras produzirem mais, devido ao maior intervalo em relação à ordenha anterior;

– desde que entrarmos no imóvel, vamos observando o estado das cercas, das pastagens e dos animais que encontramos;

– se há algum rancho separado, longe e com sinais de que nele haja algum animal (pode estar separado por doença contagiosa ou grave), que exigiria até o isolamento do rebanho;

– ao mesmo tempo que assistimos a tirada, vamos examinando cada cabra, durante a ordenha (se é mansa, deixando-se ordenhar com facilidade; sua conformação; suas características leiteiras; se é “dura” ou macia para ordenhar; estado de saúde; estado dos cascos, etc.) e

– o mais importante, que é a quantidade de leite produzida, ou melhor, o peso do leite produzido, porque é mais garantido (maior quantidade de espuma aumenta muito o volume do leite, dificultando o controle do seu volume).

Devemos levar em consideração, ainda, há quanto tempo a cabra está em lactação; o manejo a que é submetida; a alimentação que recebe; o estado das pastagens, etc., pois isso influi tanto para aumentar quanto para diminuir a produção.

Outro item de grande importância é a existência ou não de doenças no rebanho, o seu grau de incidência e a sua periculosidade.

O post Escolha e aquisição de cabras para a produção leiteira apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

110 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café
  • Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão

    de em 30 de outubro de 2019 - 0 Comentários

    Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão A economia continua patinando, mas os negócios nos leilões de elite seguem de vento em popa e movimentando cifras milionárias. A vaca nelore Jamaya da Di Gênio foi vendida no 5º Encontro Vila Real, pregão realizado em Brotas (SP), no último dia 26, por […]

    O post Vaca é vendida por preço recorde neste ano: R$ 1,95 milhão apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Produção comercial de rãs

    de em 30 de outubro de 2019 - 0 Comentários

    A criação de rãs ou ranicultura é uma atividade pecuária das mais lucrativas, desde que desenvolvida de maneira adequada, com um padrão zootécnico elevado. Desta forma, poderemos obter uma alta produtividade e, conseqüentemente, boa lucratividade. As condições em um ranário são completamente diferentes das encontradas pelas rãs na natureza, pois o nosso objetivo ao criá-las […]

    O post Produção comercial de rãs apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

  • Vaca Louca

    de em 8 de novembro de 2019 - 0 Comentários

    “DOENÇA DA VACA LOUCA” é o termo vulgar denominado da enfermidade Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB). É uma doença infecciosa que causa lesões neurodegenerativas (degenera o cérebro) progressivas e levam o animal à morte. Supõe-se que a epdemia da Vaca Louca, teve início na Inglaterra em 1985, porém, além da Grã-Bretanha, a doença já foi diagnosticada […]

    O post Vaca Louca apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.