Bem vinda, Visitante! [ Registrar-se | Entrar

Métodos de identificação dos coelhos

DESTAQUES, Métodos de identificação dos coelhos 14 de outubro de 2018

Métodos de identificação dos coelhos

A correta identificação de cada animal, em uma criação de coelhos, é vital para que tenhamos um controle detalhado de todas as etapas da produção. Para tal, podemos contar com os seguintes métodos de marcação:

Tatuagem

Para isso, usamos um tatuador ou alicate especial para a marcação pelo processo de tatuagem, com tinta especial, nas orelhas dos coelhos. Possui, de um lado, uma almofada de borracha servindo de batente e do outro, um dispositivo ou berço, no qual são fixados letras, números ou símbolos removíveis, destinados a serem impressos nas orelhas dos coelhos, para identificá-los. As letras, os números ou os símbolos, são formados por agulhas metálicas, com uma das extremidades incrustada em um pequeno bloco, também metálico e a outra livre e com a ponta aguda.

Para tatuar as orelhas dos coelhos, devemos: encaixar no tatuador, nos seus respectivos lugares, os caracteres formando as siglas ou números desejados; colocar o tatuador já preparado, na posição certa, na orelha do coelho; apertar o tatuador, até que as agulhas atravesses a orelha do animal, atingindo a almofada de borracha existente na sua outra haste; com um pincel próprio, uma escovinha ou um algodão enrolado na ponta de um bastonete, esfregar a tinta especial para tatuagem ou mesmo tinta nanquim, nos locais em que foram impressos os números, letras ou símbolos, pois a tinta vai penetrando nos orifícios feitos pelas agulhas do tatuador, ficando gravada uma tatuagem permanente, para o resto da vida do animal.

Caixa para tatuagem

É uma simples caixa retangular, de madeira, com uma tampa móvel, que possa ser aberta para a colocação do coelho a ser tatuado e depois, fechada, para prendê-lo. Tem uma abertura na tampa, próxima à sua extremidade livre, para que por ela passe a orelha do animal, que pode ser tatuado com facilidade, por uma só pessoa.

Chapinha na orelha

Esse método utiliza uma chapinha de alumínio estreita, comprida, com uma das extremidades em ponta e a outra com uma fenda, tendo gravados números e letras. É fixada à orelha do coelho, por meio de um alicate especial.

Chapinha com grampo

Retangular ou quadrada, de alumínio e com números e letras gravados, é presa ao animal por um grampo de metal que, saindo de uma de suas extremidades, atravessa a orelha do coelho e é presa à outra sua extremidade, ficando pendurada como um brinco. Essa chapinha pode ser de plástico, inclusive o grampo que a prende.

Botões

São redondos e podem ser de metal ou plástico, tendo gravados números e letras para identificar o animal. Para fixá-los, é necessário furar a orelha do coelho para que, pelo furo, sejam colocados os passadores que os prendem.

Anéis

São simples argolas de metal ou plástico, que podem ser de várias cores, tendo ou não gravados números e letras.

Implante de microchip

É a forma mais moderna e bastante eficiente, apesar de ser pouco utilizada no Brasil. Torna-se viável, principalmente, em grandes criações, com milhares de animais e cujo controle através dos outros métodos seja muito lento ou impreciso. Consiste na implantação subcutânea, em todos os coelhos, de uma pequena cápsula contendo uma “marcação eletrônica”, única e detectável somente através do uso de aparelhos apropriados. É uma forma de obter controle instantâneo de todos os animais na criação, além de ser de grande importância para a rastreabilidade da produção.

O post Métodos de identificação dos coelhos apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

Sem tags

162 total de visualizações, 1 hoje

  

Links patrocinados

Site do Café