Ovinos da raça merina

Ovinos da raça merina

A criação de ovelhas na Espanha é uma atividade muito antiga. Segundo alguns autores, os primeiros ovinos foram importados por esse país no primeiro século da era atual e eram originários da costa da Barbária. Além disso, os fenícios e os cartagineses também levaram ovinos para a Espanha, oriundos da África, para a produção de lã. Também foram para a Espanha, ovelhas tarentinas, originárias do sul da Itália.

Dos cruzamentos entre essas raças africanas, européias e asiáticas, foi obtida uma raça espanhola denominada merina, reconhecida por ser rústica, precoce e, principalmente, pela ótima qualidade da sua lã.

A Espanha atingiu uma elevada produção de lã, a maior do mundo, além de um ótimo processo de industrialização. Quanto à qualidade do seu rebanho ovino, uma parte dele era inferior, enquanto que o restante dos ovinos eram de elevada produção, com uma lã de alta qualidade. Os melhores ovinos eram divididos em duas variedades: a leonese e a soriana, sendo que desta última descendem os melhores merinos.

A raça merina, devido à uma seleção rigorosa e métodos de criação adequados, evoluiu e melhorou muito os seus padrões zootécnicos, sendo bastante explorada hoje em dia, em todo o mundo.

Características

A raça merina apresenta cabeça grande, testa ampla, perfil reto e olhos pequenos. Seu pescoço é musculoso, curto e apresenta rugas. O tronco dos merinos é profundo e cilíndrico. Suas espáduas são arredondadas e cheias. O seu peito é amplo e profundo.

Apresenta um dorso horizontal e um lombo cheio e compacto. Sua garupa é ampla e os seus quartos são cheios. Suas pernas são grossas, curtas e lanudas. Apresenta uma lã fina, resistente, elástica e suave. Sua pele é rosada, fina e rugosa em algumas partes do corpo.

As ovelhas merinas possuem uma altura média de 0,70cm e o comprimento do seu corpo é de 0,90 a 1m. Devido a uma seleção bem dirigida e rigorosa a que vem sendo submetida a raça merina espanhola, atualmente ela já vem apresentando maior peso e menos rugas no corpo. Sua lã é menos fina, porém mais longa, tornando-se mais adequada para a tecelagem.

Além disso, como já mencionamos, a raça merina espanhola é bastante rústica. Podemos mencionar, ainda, que a merina apresenta diversas variedades como a merina australiana, a alemã, a americana, a corriedale, a delaine e a ramboullet.

O post Ovinos da raça merina apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

20 de novembro de 2018 15:21

290 visualizações, 0 hoje