Produção de carne ovina é uma atividade lucrativa

Produção de carne ovina é uma atividade lucrativa

A produção de carne ovina no Brasil ainda é uma atividade pecuária que não foi totalmente explorada. A maior parte do consumo desse tipo de carne ainda é suprida por produto importado, principalmente da Argentina e do Uruguai. Além disso, como a oferta nas prateleiras dos supermercados é restrita, o consumo também não se desenvolve, nem mesmo o hábito de consumir essa carne.


Desta forma, podemos afirmar que há um grande potencial para a atividade de criação de ovinos de corte, com um mercado disposto a comprar a produção nacional. Mesmo que o número de criadores aumente muito e que o rebanho brasileiro cresça até mais do dobro da produção atual, ainda haverá mercado comprador para toda essa produção, isso sem mencionar o potencial totalmente inexplorado da exportação.

Na criação de ovinos de corte, o retorno do investimento de capital é consideravelmente mais rápido do que o da pecuária bovina pois, enquanto um bezerro fica pronto para o abate aos 2 ou 3 anos, um cordeiro já pode ser abatido e ter a carne comercializada com cerca de 9 meses de idade. O período de gestação é de cinco meses seguido, após o parto, pela fase de lactação, desmame, pós-desmame e confinamento.

Segundo dados da Associação Paulista dos Criadores de Ovinos, o indicado é que se inicie uma criação comercial, de maneira viável, com 350 matrizes, que tenham sido adquiridas de criadores idôneos. A área necessária para uma criação desse porte é de 30 hectares.

Existem raças de ovinos mais especializados para a produção de carne, entre elas podemos citar a Santa Rita, a Suffolk, a Hampshire Down e a Poll Dorset, entre outras.

Os criadores precisam, além de desenvolver bem a sua atividade criatória, da prestação de serviços de um bom abatedouro. Na maior parte dos casos, para pequenas e médias criações comerciais, o mais indicado é a utilização de abatedouros de cooperativas, que compram os animais, fazem o abate e processam a carne que é vendida diretamente ao mercado consumidor.

Para que os pecuaristas possam obter os melhores resultados com essa atividade, é importante que contem com suporte técnico, de zootecnistas ou veterinários, para que possam desenvolver um projeto coerente, economicamente viável e com todos os cuidados técnicos e sanitários necessários. Esses técnicos deverão acompanhar a implantação desse projeto e prestar assistência técnica regular aos criadores, visando sempre otimizar o processo produtivo e garantir a saúde dos animais.

Atualmente, no Brasil, a produção de carne ovina tornou-se uma atividade mais lucrativa e atraente, se comparada à criação de ovinos para a produção de lã. Mesmo assim, a produção de lã ainda é uma atividade com um bom mercado, desde que se tenha bons contatos de compra, que viabilizem a venda da produção. 

O post Produção de carne ovina é uma atividade lucrativa apareceu primeiro em Celeiro do Brasil.

19 de novembro de 2018 15:48

424 visualizações, 0 hoje